jusbrasil.com.br
18 de Novembro de 2018
    Adicione tópicos

    Lamachia cobra ações do governo federal em crise envolvendo venezuelanos em Roraima

    Brasília - O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, manifestou-se em nota neste sábado (18) quanto à grave situação dos imigrantes venezuelanos que chegam ao Brasil por Roraima. Leia abaixo:

    "O grave episódio de violência que testemunhamos neste sábado (18) na fronteira entre o Brasil e a Venezuela expõe de forma clara o drama humanitário que se abateu sobre nossos vizinhos. Nesta semana estive em Boa Vista, capital de Roraima, onde pude presenciar as dificuldades enfrentadas tanto por imigrantes quanto pela população das cidades que hoje são a porta de entrada daqueles que buscam uma condição melhor para sobreviver.

    Tive a oportunidade de conversar sobre o assunto com a governadora Suely Campos e com a presidente do Tribunal de Justiça, Elaine Bianchi, e conhecer os aspectos que hoje tornam Roraima um estado em situação difícil, merecedora de uma atenção especial por parte do governo federal para encontrarmos alternativas e soluções.

    É sabido que o Estado de Roraima não tem condições de abrigar a todos os imigrantes. Ao longo dos últimos três anos, recebeu mais de 50 mil imigrantes. Calcula-se que atualmente cerca de 800 imigrantes venezuelanos ingressem diariamente, causando uma sobrecarga aos hospitais, tornando ainda mais vulnerável todo o sistema de saúde, além de reflexos no número insuficiente de vagas em escolas e o aumento da criminalidade.

    O momento é de atenção a todos, por isso é preciso que haja solidariedade federativa para preservar brasileiros e venezuelanos de um agravamento ainda maior do difícil quadro em que se encontram.

    Cabe ao governo federal uma atuação urgente antes que uma tragédia aconteça. Está claro que o problema vem se agravando pela inoperância das autoridades ao longo desse episódio. O que era uma questão humanitária agora tem forte conotação de segurança. Os Estados precisam se organizar para receber os venezuelanos e dar um exemplo ao mundo de democracia e solidariedade."

    CLAUDIO LAMACHIA, presidente nacional da OAB

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)