jusbrasil.com.br
24 de Agosto de 2019
    Adicione tópicos

    OAB-PI e Sebrae articulam capacitações para os jovens advogados

    Teresina (PI) - Membros e consultores do Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Piauí (Sebrae) estiveram em reunião na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, na manhã desta quarta-feira (28), para discutir e alinhar ações para o aperfeiçoamento profissional dos advogados, em especial, os em início de carreira.

    Após reunião com a diretoria da Ordem, os consultores do Sebrae elaboraram sugestões de capacitações para os jovens advogados, tais como gestão de negócios, marketing, empreendedorismo e muitos outros. Os cursos que sugerimos são importantes porque muitas vezes para que o profissional se firme no mercado, além do conhecimento, é necessário que haja habilidade em outras áreas, tais como noções de empreendedorismo, gestão financeira e planejamento, explicou o gerente de Atendimento Individual e Mercado do Sebrae-PI, Francisco Holanda.

    Na oportunidade, presidente da OAB-PI, Willian Guimarães, apresentou todos os serviços oferecidos pela Casa, afim de proporcionar o aperfeiçoamento do profissional, salientando a necessidade de alinhar os conhecimentos já oferecidos com o trabalho de consultoria oferecido pelo Sebrae. Conhecemos a qualidade do serviço do Sebrae, por isso buscamos desenvolver esse grupo de trabalho, para que possamos oferecer o melhor ao profissional da advocacia e, assim, oferecer a cada dia uma melhor prestação de serviço à sociedade.

    Dentre as ações da Ordem, foram destacados os cursos realizados através da Escola Superior de Advocacia (ESA-Piauí), como o Curso de Iniciação à advocacia; capacitações em Processo Judicial eletrônico (PJe), e as iniciativas como o Banco de Oportunidade, Núcleo de Apoio à Jovem Advocacia (NAJA), além dos serviços da Caixa de Assistência aos Advogados.

    Existe um diferencial na advocacia, que é a montagem do escritório e o atendimento ao cliente. Isto é um é conhecimento que precisamos e não aprendemos na academia. Sem dúvidas, a grande dificuldade no início de carreira é a inexperiência em gestão, pontuou Sebastião Rodrigues, secretário geral.

    A parceria vem para acrescentar, capacitando a jovem advocacia para o mercado competitivo, que exige qualificação e exata noção de empreendedorismo. Os escritórios e sociedades tornaram-se empresas e devem adotar um modelo de gestão sintonizado com as técnicas que são bem aplicadas pelo Sebrae, acrescentou a vice-presidente, Eduarda Miranda.

    A diretora financeira da OAB-PI, Geórgia Nunes acompanhou a reunião de trabalho em companhia do presidente da Comissão da Jovem Advocacia, Francisco Felipe, do presidente do Conselho Jovem, Rafael Cavalcanti, e do presidente da Comissão de Direito Empresarial, Alex Noronha. Integram o grupo de trabalho, a analista do Sebrae Lívia Melo e a gestora de projetos, Valcleides Moura.

    Pela Assessoria de Comunicação da OAB Piauí

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)